Projeto “Investigação Operária”

O presente projeto foi apresentado no ano de 2011 à II Chamada Pública do Projeto Marcas da Memória, da Comissão de Anistia do Ministério da Justiça, e selecionado por Comitê independente para fomento. A realização do projeto objetiva atender as missões legais da Comissão de Anistia de promover o direito à reparação, memória e verdade, permitindo que a sociedade civil e os anistiados políticos concretizem seus projetos de memória. Por essa razão, as opiniões e dados contidos na publicação são de responsabilidade de seus organizadores e autores, e não traduzem opiniões do Governo federal, exceto quando expresso em contrário.


Em consonância com o trabalho realizado pela Comissão de Anistia e o Projeto “Marcas da Memória”, o IIEP – Intercâmbio, Informações, Estudos e Pesquisas entende que os projetos de memória sobre o período da ditadura civil- militar (1964-1985) colaboram no processo de reparações coletivas trazendo a reflexão sobre as violações aos direitos fundamentais dos cidadãos e promovendo o repúdio a repetição de tais erros.

Neste sentido, propomos registrar a memória de um grupo de trabalhadores e militantes que atuaram conjuntamente em torno da Oposição Sindical Metalúrgica de São Paulo (OSM-SP) e sofreram tais violações parece-nos mais um meio para o reconhecimento das injustiças ocorridas. Dentre os exemplos de mecanismos de repressão utilizados contra os trabalhadores e militantes estão: as prisões e torturas, os assassinatos, a infiltração de agentes da repressão nos locais de trabalho e organização, a vinculação entre as seguranças privadas e o aparato repressivo estatal. Pretendemos neste trabalho as memórias e as histórias destes mecanismos.

Cabe lembrar que parte significativa deste grupo já está participando do Projeto Memória da OSM-SP (Oposição Sindical Metalúrgica de São Paulo) que desde 2007 vem organizando estas pessoas e grupos para refletir suas memórias das suas lutas e resistências, o que facilitará a articulação das oficinas e entrevistas. Em seguida expomos alguns dados da história do movimento sindical em São Paulo no período ditatorial que fazem entender a dimensão dos mecanismos de repressão utilizados contra os trabalhadores.

Em 1964, após a Intervenção do Estado sobre o Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo, os antigos dirigentes ligados ao PCB e ao PTB são perseguidos, presos e torturados. Numa confluência de interesses e com o respaldo de um regime autoritário, os empresários se viram com as mãos livres para implantar nas fábricas um sistema de exploração e opressão. A atuação da OSMSP no movimento sindical se dá dos anos 1960 aos 1990. Além de representar uma categoria de relevante dimensão política, influenciou fortemente a criação de Oposições Sindicais em todo o Brasil e as articulações que culminaram na criação da CUT.

Nas lutas operárias e contra a ditadura militar a OSM-SP teve toda sua coordenação presa e torturada em 1974, três militantes assassinados – Olavo Hansen, Luiz Hirata e Santo Dias, além de dezenas de militantes desempregados e perseguidos e outras dezenas presos e torturados.

Entendemos como fundamental a participação da Comissão da Anistia do Ministério da Justiça tanto no processo de trabalho como no lançamento do livro, bem como de entidades, arquivos públicos e universidades que tenham interesse nesta pesquisa. Os resultados previstos na execução desta proposta são: a mobilização do público-alvo e outros partícipes para a temática dos mecanismos de repressão utilizados contra os trabalhadores; a coleta de entrevistas que relatarão estes mesmos mecanismos; a elaboração de um livro de memória sobre estes mecanismos, acompanhado de DVD do processo de trabalho.

A abrangência geográfica do projeto se restringe a cidade de São Paulo, porém certamente se conecta tematicamente com um processo que ocorreu em todo Brasil.

Extrato da proposta do projeto

One thought on “Projeto “Investigação Operária”

  1. Pingback: Veja as fotos da oficina da Região Sudeste « Projeto Investigação Operária

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s